quinta-feira, 3 de novembro de 2011

TODO O REGIONALISMO DO CEARÁ NO ARRE ÉGUA

Com uma ambientação aconchegante, inspirada em uma típica cidade do interior cearense, com casinhas, igrejinhas, barbeiros e até a fictícia Prefeitura de Mumbaba (parte climatizada) o restaurante Arre Égua, localizado no coração gastronômico de Fortaleza, a Varjota, oferece diariamente no almoço buffet self service de comidas regionais.

A casa oferece cerca de 80 opções de pratos, tais como rabada, galinha a cabidela, língua ao molho madeira, fígado e carne de sol acebolados, sarapatel, peixada, panelada, além de uma suculenta feijoada aos sábados. E às terças e quintas, entram no cardápio, pratos à base de frutos do mar, com lula, camarão e ostra, além da casquinha de caranguejo. E aos sábados, a casa oferece a já tradicional feijoada.

Mas as delícias não param por aí! Se depois de saborear todas as iguarias do almoço, ainda sobrar um espaço para a sobremesa, não deixe de experimentar os doces regionais e a cocada de forno (dos deuses!!).

E para quem deseja curtir um autêntico forró pé de serra em Fortaleza, o Bar Arre Égua oferece nas noites de terça e sexta-feira, show com as bandas Pavão do Acordeon e Dona Zefa, além do Fogo no Bar, quando os garçons ateiam fogo no bar da casa e a casa, literalmente e sem trocadilhos, pega fogo!! Vale conferir!

Serviço:
Restaurante Arre Égua
Rua Delmiro Gouveia, 420 – Varjota
Tel: (85) 3267-2325
Funciona diariamente para almoço das 11h30min às 15h
Shows às terças e sextas a partir das 21h

ZÉ TARCÍSIO LANÇA ALMANAQUE NO PASSEIO PÚBLICO


A Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), através da Coordenadoria de Artes Plásticas, promove nesta sexta-feira, 04, às 19h no Passeio Público o lançamento do “Almanaque do Zé”. A publicação de autoria das pesquisadoras Núbia Agostinha e Aline Albuquerque, faz parte das comemorações dos 70 anos do artista plástico, homenageado no 62° Salão de Abril. Ao escolher seu presente de "70 anos de vida no planeta e 50 anos de teimosia com a arte”, Zé optou por um Almanaque onde pudesse contar sua história entrecruzada com os acontecimentos do seu tempo.

“Almanaque do Zé” é dividido em seis capítulos temáticos, que narram um pouco da vida e obra desse artista cearense, que carinhosamente ficou conhecido como Zé. A infância, as incursões no rádio, cinema, teatro e TV, e por último as artes plásticas. A ideia central é a diversão, a curiosidade e a descoberta. Tríade essa, que faz parte do espírito tanto da criança, quanto do jovem. Por isso, uma das proposta da produção do material em formato didático é que o estudo das artes visuais seja levado as escolas, buscando valorizar a biografia e obra dos artistas cearenses.

Sobre o homenageado

José Tarcísio Ramos (Zé Tarcísio), nasceu dia 8 de fevereiro de 1941 em Fortaleza. Em 1961, Zé Tarcísio se mudou para o Rio de Janeiro com 20 anos de idade. Em 1964, ingressou na Escola Nacional de Belas Artes. Frequentou o curso por três anos e chegou a ser premiado em alguns salões, mas antes de concluir, desistiu da escola. Em 1971, saiu do Brasil e integrou a VII Bienal Jovem de Paris. Em 1998, mudou-se novamente para Fortaleza, onde seu trabalho foi reconhecido e consagrado.





Serviço:

Lançamento do Almanaque do Zé, nesta sexta-feira (04/11), às 19h, no Passeio Público.

Mais informações com a Assessoria de Imprensa da Secultfor pelo telefone (85) 3105-1386 e com a assessora de comunicação Helena Félix pelo telefone (85) 9993.4920.










AS TRAVESSURAS DE MANÉ GOSTOSO DESEMBARCAM NA CAIXA CULTURAL FORTALEZA

As Travessuras de Mané Gostoso, da Cia Meias Palavras (PE) em parceria com a Casa Mecane (PE), entra em cartaz na CAIXA Cultural Fortaleza ...