quinta-feira, 23 de junho de 2016

PÃO DE AÇÚCAR TRAZ AULAS DE CULINÁRIA PARA AS LOJAS


No próximo sábado, dia 25 de junho, 16 lojas do Pão de Açúcar em sete Estados receberão o projeto“Pitadas ao Vivo”, que leva às lojas da rede o conteúdo da revista semanal do Pão de Açúcar (a “Pitadas”), apresentando algumas das delícias que a publicação ensina a fazer semanalmente. O evento tem o objetivo de aproximar ainda mais a rede dos seus clientes, por meio do prazer de comer e beber que já é DNA da bandeira. Cada loja contará com a presença de um Chef renomado que ensinará uma receita especial.

Em Fortaleza, é a loja Center Um que contará com o projeto e o chef convidado é Samuel Brito, bacharel em gastronomia pela Universidade Federal do Ceará e pesquisador graduado do Programa Biodiversidade para Alimentação e Nutrição. Serão cinco sessões de aulas abertas ao público e acontecerão a cada 1h30, entre 11h30 e 19h30. Cada aula dura, em média, 30 minutos.

Em um carrinho desenvolvido para a ação, equipado com cooktop, frigobar e espaço para a exposição dos itens utilizados, o chef ensinará uma receita de Curau de milho, que pronto poderá ser degustado pelos clientes.  Os principais itens utilizados estarão com 30% de desconto na loja que acontece o “Pitadas Ao Vivo”.  Assim como já ocorre com as demais ofertas da rede de supermercados, os descontos são exclusivos para clientes participantes do programa de relacionamento Pão de Açúcar Mais. Aqueles que ainda não forem, podem se cadastrar previamente ou na hora pelo aplicativo do programa disponível nas lojas de aplicativos dos smartphones (IOS ou Android) ou pelo site www.paodeacucarmais.com.br. O cadastro é gratuito. 


Serviço Pitadas Ao Vivo:
Data: Sábado, 25 de junho
Horários: 11h30; 13h30; 15h30; 17h30 e 19h30
Local: Pão de Açúcar Center Um – Rua Av. Santos Dumont, 3130 – Aldeota



VINHOS CLUB DES SOMMELIERS SÃO PREMIADOS EM CONCURSO INTERNACIONAL

Club des Sommeliers comemora a premiação de cinco rótulos no concurso Brazil Wine Challenge - VIII Concurso Internacional de Vinhos do Brasil. A Selection, linha nacional recém lançada pela marca, ganhou duas medalhas de prata, assim como o espumante nacional Vibrant. Além dos nacionais, Club des Sommeliers também ganhou duas medalhas de prata em sua linha chilena Reserva e Grand Reserva. Confira abaixo os vinhos premiados:

Nacionais
Selection Merlot 2011 Prata
Selection Cabernet Sauvignon, Merlot, Tannat 2011 Prata
Vibrant Espumante Brut Prata

Chilenos
Reserva Cabernet Sauvingnon 2014 Prata
Gran Reserva Carménère 2014 Prata

Em 2015 a marca lançou um novo posicionamento e novos materiais de comunicação. “A premiação de cinco rótulos, sendo dois recém-lançados, mostra que estamos no caminho certo e que as mudanças realizadas na marca estão sendo assertivas. Estamos muito orgulhosos”, comemora Rafael Berardi, gerente de marcas exclusivas do GPA.

Com mais de 90 rótulos em seu portfólio e 15 anos de existência, Club des Sommeliers é a maior marca de vinhos no Brasil e conta com uma seleção que passa por diversas uvas e regiões produtoras de todo o mundo e com a consultoria do enófilo Carlos Cabral, que visita pessoalmente cada vinícola e faz uma seleção das uvas e safras para compor a linha. Hoje, os rótulos da marca são provenientes de 11 diferentes nacionalidades e são encontrados exclusivamente nas lojas Extra e Pão de Açúcar.

Sobre o Prêmio

“Único no Brasil com chancela da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos (UIOE), o Concurso Internacional de Vinhos do Brasil passa a se chamar Brazil Wine Challenge, numa estratégia que busca ampliar a participação de rótulos de todos os continentes, além de aperfeiçoar a comunicação com o mercado externo. Em sua 8ª edição, o concurso foi realizado de 7 a 11 de junho, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, numa realização conjunta entre a Associação Brasileira de Enologia (ABE) e a Revista Adega.”


NORTH SHOPPING JÓQUEI REALIZA 3º FESTIVAL JUNINO



O mês de julho começa ao som da sanfona no North Shopping Jóquei. A 3ª edição do Festival Junino do shopping está marcada para os dias 01, 02 e 03 de julho, no estacionamento. A programação tem início às 18h e conta com festivais de quadrilhas e grandes shows.

Uma cidade cenográfica será montada para abrigar todas as atividades do festival e a trilha sonora, é claro, será o forró. No dia 01 (sexta-feira), para abrir a festa, tem show de Luis Marcelo e Gabriel. A animação do sábado (dia 02) fica com a banda Forró dos Amigos. Já no dia 03, domingo, sobem ao palco os grupos Forró Real e Forró Pé de Ouro.

O público vai poder ainda vivenciar a tradição popular, com concursos de quadrilha nas categorias infantil e adulto. Barracas diversificadas, para todos os gostos, vao permitir ao público se deliciar com as comidas típicas do período.

O 3º Festival Junino tem entrada de R$5 (inteira) e R$2,50 (meia), com vendas nas lojas Ban Ban (Piso L1) e Blinclass (Piso L2) do North Shopping Jóquei.

Ainda no período de realização do Festival, o shopping recebe exposição de figurinos de quadrilhas juninas, utilizadas em festivais realizados no Ceará em anos anteriores. Os manequins podem ser vistos em locais estratégicos, em todos os pisos do mall.

Super Saldo
Durante o 3º Festival Junino, o North Shopping Jóquei participa do Super Saldo. De 30 de junho a 03 de julho, a ação oferece, nas lojas participantes, descontos de até 70% em diversos segmentos, como eletroeletrônicos, vestuário, calçados e produtos de beleza.

Serviço
3º Festival Junino do North Shopping Jóquei
Dias 01, 02 e 03 de julho, a partir das 18h, no Estacionamento.
Entrada: R$5 (inteira) e R$ 2,50 (meia).
Informações: (85) 3403.7042 e www.northshoppingjoquei.com.br


NATURA MUSICAL INSCREVE ATÉ O DIA 24 DE JUNHO

                                                                  Foto: Vítor Salerno
Nação Zumbi                     


Os editais Natura Musical 2016 estão com inscrições abertas até 24 de junho para lançamento de novos trabalhos e projetos de registro e difusão. Conversamos com integrantes das comissões de seleção dos editais Natura Musical dos anos anteriores, para saber o que eles procuravam nas propostas, detalhes que chamam a atenção e o que mais pesava para conseguir suas indicações: o Dj Zé Pedro, pesquisador de música brasileira e fundador do selo Joia Moderna, Alexandre Matias, jornalista e criador do Trabalho Sujo (www.trabalhosujo.com.br), Rafael Rocha, editor da Noize (www.noize.com.br), a cantora mineira Titane e o pesquisador paraense Edvaldo Rocha.

A comissão de seleção dos projetos é formada por críticos, produtores, jornalistas, músicos e pesquisadores, que se renovam anualmente para garantir a diversidade e transparência do processo. Veja o que os especialistas das comissõesde 2015 e 2014 comentam a respeito das decisões e como suas percepções podem ajudar a criar um projeto musical para inscrição nos editais deste ano:

O que procurava nos projetos?

DJ Zé Pedro: “Diferença. Projetos ou artistas que se parecessem (muito)com outros eu não considerava.” 

Alexandre Matias: “Originalidade e referências próximas aos projetos que pudesse conhecer ou reconhecer. Nesse sentido, uma comissão plural é crucial para esse projeto, pois os julgadores comentam os trabalhos que os outros não conhecem.” 

Rafael Rocha: “Procurava originalidade, representatividade com o cenário e cultura brasileira. Sempre busquei projetos que acrescentassem artisticamente, e que de fato necessitavam do apoio proposto pela Natura.”

Titane: “Consistência musical e personalidade artística, em primeiro lugar. Uma certa "independência criativa" do "músico/cantor/compositor, mesmo que sua produção esteja/estivesse inserida no contexto de sua geração.Uma excelência artística individual, no caso de intérpretes/autores que integram comunidades onde culturas tradicionais ainda apresentam grande vitalidade.”
Edvaldo Souza: “Projetos que tenham boa circulação, legitimidades, resgates de obras e interações.”

Que detalhes dos projetos chamam mais sua atenção?

DJ Zé Pedro: “Acima de tudo personalidade, algo que me atraísse como único.” 
Alexandre Matias: “Muita gente dá atenção à forma de apresentação do projeto e acaba inscrevendo projetos como "turnê" ou "disco de carreira". Vejo a possibilidade de um edital desses como uma forma de bancar um projeto de coração, que possa fugir da carreira tradicional do artista.”
Rafael Rocha: “Quando uma história era bem contada, os argumentos válidos (principalmente para legado), todos nós (especialistas) concordávamos. O áudio que vinha junto e o material em anexo, assim como o que há do artista e projeto na web, sempre foram muito fundamentais.
Titane: “Além da consistência, personalidade e independência criativa, a eficiência cênica dos artistas ao se apresentarem em público.” 
Edvaldo Souza: “A continuidade e compromisso com a sua obra, interação entre artistas das diversas regiões do país.”

O que pesava mais nas suas indicações?
DJ Zé Pedro: “Principalmente se era a primeira vez que pedia o patrocínio da Natura e se o valor estava dentro da realidade do mercado.”

Alexandre Matias: “Um trabalho consistente que tivesse a ver com uma proposta própria. Muita gente inscreve trabalhos pensando só na viabilidade comercial ou em alguma forma de agradar à comissão julgadora - e isso torna-se muito claro na hora em que você está avaliando os projetos. O edital é uma oportunidade para o artista se expressar plenamente, não apenas de conseguir dinheiro.”

Rafael Rocha: “A relevância artística para a cultura e o valor dele na soma das categorias”
Titane: “Capacidade de projeção corporal, preenchimento de cena, desenvoltura no palco.Atenção: não me refiro aqui a timidez ou extroversão, mas a expressividade, domínio de sua própria linguagem e controle do discurso estético, musical, que pretende realizar.”
Edvaldo Souza: “A circulação e formação de parcerias entre os projetos analisados.”

EDITAIS NACIONAL E REGIONAIS
Produtores artísticos e culturais, músicos, grupos, companhias e outras instituições que desenvolvam atividades artísticas e culturais de todo o Brasil têm até 24 de junho para se inscrever no edital nacional e nos editais regionais Natura Musical. O regulamento e todas as informações para inscrição estão disponíveis no portal www.naturamusical.com.br

Natura Musical, programa reconhecido por seu papel na renovação e preservação da música brasileira que já patrocinou mais de trezentos projetos e 1250 produtos culturais em dez anos de atuação, vai selecionar novos trabalhos (CDs, DVDs e outros) e projetos de registro e difusão (filmes, livros, pesquisas, digitalização de acervos e outros produtos culturais). Serão oferecidos 4,6 milhões para os editais nacional (1,8 milhão) e regionais: Bahia e Pará (1 mi por Estado) e Rio Grande do Sul (800 mil), com apoio da Leis Rouanet e do Audiovisual, em nível nacional, e do ICMS nos Estados. Inscrições na página http://natura.sponsor.com/
                                                                                                                          
Os editais estão abertos a projetos que atendam às exigências para inscrição nas leis de incentivo. Os projetos serão selecionados por uma comissão de especialistas formada por críticos, produtores, jornalistas, músicos
e pesquisadores, que se renova anualmente para garantir a diversidade e transparência do processo.

Na categoria lançamento de primeiro ou segundo trabalho do edital nacional, os contemplados serão escolhidos por votação popular. Após avaliação dos artistas inscritos, a comissão indicará os nomes que participarão da campanha online, e os dois nomes com maior votação serão contemplados para a gravação do CD e shows de lançamento do projeto. Desta forma, o programa faz suas escolhas com base na curadoria do programa, no potencial de mobilização dos artistas e nas apostas do público. A votação popular foi realizada pela primeira vez no ano passado e teve a participação intensa de fãs dos concorrentes, além do endosso de artistas consagrados e novos nomes. Os vencedores foram o cantor pernambucano Almério e a banda sergipana CouttoOrchestra e seus álbuns estão previstos para lançamento no segundo semestre.

O Natura Musical está aberto a projetos de qualquer área artística com foco em música brasileira.Os editais buscam projetos que combinem a diversidade dos ritmos brasileiros com conceitos sonoros universais, que transitem entre o tradicional e o contemporâneo e sejam capazes de valorizar nessa mistura criativa uma beleza que encanta e desperta o interesse de públicos diversos. Segundo Fernanda Paiva, gerente de marketing institucional da empresa de cosméticos, “a música para a Natura tem raízes que expressam uma ligação íntima e profunda com um lugar, sua gente, sua história, seu momento, seus valores e seu jeito de ser”.  “Os editais Natura Musical procuram identificar e patrocinar a música que nos conecta ao mesmo tempo com o local e o global, queaproxima a Natura do consumidor por meio de experiências prazerosas, ampliando seu contato com a beleza em toda a sua diversidade”, explica Fernanda.

Além da adequação a esse conceito do programa, os critérios para a seleção dos projetos são:
Relevância cultural, Excelência, Potencial de mobilização, Visibilidade, Viabilidade de execução, Democratização do acesso, Inovação e Relação Custo x Benefício.

Cada projeto poderá propor livremente o escopo e valor do patrocínio dentro da faixa estipulada para cada categoria e edital. No edital nacional, os projetos serão divididos em três categorias de acordo com sua natureza:

·         Lançamento de novos trabalhos – R$50 mil a R$600 mil
·         Registro e difusão – R$50 mil a R$600 mil
·         Voto Popular (primeiro ou segundo trabalho) – até R$80 mil

Nos editais regionais, há duas categorias - Lançamento de novos trabalhos e Registro e Difusão - e o teto para patrocínio nos dois casos é o mesmo, definido pelas leis estaduais:

1.     BA - até 250 mil
2.     RS - até 240 mil
3.     PA - até 200 mil


Inscrições e atendimento a proponentes
Inscrições abertas: 31 de maio a 24 de junho, exclusivamente pelo site http://natura.sponsor.com/
Os projetos inscritos para patrocínio pela Lei Semear já devem estar inscritos no Edital Semear 2016. Nas demais leis, durante a etapa de seleção, os projetos selecionados serão solicitados a realizar suas inscrições.
Esclarecimento de dúvidas, solicitações ou outras questões: (11) 5056-9837 ou e-mail edital@naturamusical.com.br.

ESPETÁCULO COMPILATION NA CAIXA CULTURAL EM FORTALEZA

Foto: Noel Begin

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 30 de junho a 03 de julho, o espetáculo Compilation, resultado de 15 anos de trabalhos da Cia. Vatá no Ceará, que traz no currículo montagens como: Bagaceira, A dança dos Mestres; Bagaceira, A dança dos Ancestrais; A dança dos Orixas; Annos Loucos e tantos outros, compilados. A proposta é apresentar um grande espetáculo maturado nas exibições dentro e fora do Brasil.
Inspirado na cultura popular nordestina, tendo como mote a poesia de Ascenso Ferreira, o cordel com cunho político do pai de Valéria Pinheiro, Dorgival Pinheiro, e a prosa de Patativa do Assaré, Compilation é o encontro de brincantes urbanos em contato com o ritual de estarem vivos se arriscando ao encontro com o sagrado e o profano das manifestações populares. O espetáculo leva os terreiros ao palco, expondo os distintos processos da Cia Vatá, que se encontram em Compilation.
Diferente dos espetáculos de dança convencionais, em Compilation o público é convidado a um mergulho entre várias linguagens – dança contemporânea, sapateado, música e danças brincantes, provindas do universo tradicional do Brasil. Tendo como inspiração as danças dos mestres do Sertão, embalando-se no côco, cabaçal, maracatu, reverenciando suas crenças e folias, com criações voltadas à cultura afro brasileira, danças dos orixás e a existência indígena nos territórios do corpo, que traduzem seus ritmos através do sapateado.
“Somos brincantes. Vamos experimentando o fazer harmonioso das obras da Cia. Vatá desde 2000 até 2016, numa compilação cheia de folia e festa, colocando no ‘terreiro’ o que a tradição nos ensinou e nos ensina, mas nos deixando vetorizar pelas linhas contemporâneas da música, dança, teatro e poesia!”, comenta Valéria Pinheiro.
No sábado, dia 02, às 17 horas, acontece o lançamento do documentário Doc Vatá, com ações e exposição fotografica, sobre os 15 anos de Cia Vatá no Ceará e a construção do espetáculo Compilation.
A companhia: Hoje genuinamente cearense, a Cia Vatá foi fundada em 1994, no Rio de Janeiro, pela bailarina e coreógrafa Valéria Pinheiro. Desde 2000 ancorada no Ceará, ela é uma das companhias brasileiras com representatividade internacional, que apresenta essa mistura entre a cultura tradicional brasileira e a dança contemporânea. A linguagem mestra da Cia Vatá é o que pode ser chamado de “sapateado brasileiro”, e é a partir dessa técnica que a Cia expande o comportamento desse corpo acoplando outras linguagens. Na Vatá são todos brincantes!
Oficina: Corpo Brincante: Com objetivo de trazer pra perto da arte, através da dança e dos ritmos, artistas, profissionais ou não, de dança e/ou teatro, interessados em conhecer possibilidades do corpo, através de instrumentalização calcadas em matrizes provindas das danças e ritmos do universo tradicional nordestino e elementos da dança contemporânea.
Público alvo: Corpo brincante de 13 a 100 anos.
30 vagas
Data: sábado 02 de junho, às 10 horas
Local: Caixa Cultural
Informações: 85 992865882

Serviço:
Dança: Compilation - Cia Vatá
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: 30 de junho a 3 de julho de 2016
Horários: quinta-feira a sábado, às 20h | Domingo, às 19h
Exposição e lançamento do Doc Vatá, sábado, às 17h
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: livre
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local 
Bilheteria CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

CANTOR SILVA APRESENTA O SHOW BRASILEIRO NO THEATRO VIA SUL

O Theatro Via Sul Fortaleza recebe nos dias 20 e 21 de julho, às 21h, o show da nova turnê do cantor Silva, que lançou recentemente seu qua...