quarta-feira, 28 de maio de 2014

FILIGRANAS SOCIAIS


Evidência
Com coquetel para convidados, assinado por Lilian Porto, a mais nova Maison de Fortaleza, a Evidência Collection, será inaugurada nesta quinta, 29 de maio, a partir das 19h. Depois eu conto mais detalhes! 

Desfile
O grupo Ubiratan promove dia 05 de junho, às 21h, em Fortaleza, no Hotel Sonata de Iracema, desfile e coquetel de lançamento das coleções de verão das marcas Smolder e Hang Loose. O evento, que reunirá duas das maiores marcas do cenário surf wear no Brasil, contará com a presença de um dos mais consagrados surfistas mundiais, o brasileiro Fábio Gouveia. Na ocasião, o gerente de produto do grupo Ubiratan, Jane Eyre Evangelista, estará à disposição da imprensa para passar mais detalhes sobre a nova coleção. 

Boa ação
O Instituto GPA e a Fundação Via Varejo realizam até o dia 27 de junho a Campanha de Arrecadação de Roupas e Agasalhos de 2014. A ação acontece em todas as lojas Pão de Açúcar, Extra, Assaí, Ponto Frio e Casas Bahia de todo Brasil e nas sedes do GPA. Ao todo, são mais de 1.700 pontos de coleta. As roupas e agasalhos recebidos serão  entregues a cerca de 400 instituições presentes  em cidades onde o GPA mantém lojas. Para participar basta ir a uma das unidades e deixar  os agasalhos novos ou usados, em bom estado,  nas  urnas localizadas  próximas aos caixas.  

Maisons da MM
A Construtora Mota Machado apresenta seu novo empreendimento, Os Maisons Guararapes. O lançamento conta com duas torres: O Maison de La Art, torre única com dois apartamentos por andar, 2 ou 3 vagas de garagem, unidades com área a partir de 245,48m2 e 4 suites. E o Maison de La Musique, com duas torres que abrigam apartamentos a partir de 164,70m2, 3 supites, 3 ou 4 vagas de garagem e 3 elevadores por torre. Os Maisons contam também com campo gramado, deck com churrasqueira, varanda gourmet, além da proposta de condomínio-bosque, que valoriza o convívio social, em meio ao verde, garantindo um novo estilo de vida.

MUSICAL SOBRE A VIDA DE CAZUZA NO SIARÁ HALL EM FORTALEZA

Musical Cazuza
 
 
O talento instintivo e avassalador, o temperamento explosivo, a linguagem única e libertária fizeram de Cazuza um ícone sem precedentes na cultura contemporânea produzida no Brasil. Muito mais do que isso: ainda que à revelia, foi, mesmo sem pretender, o grande cronista da juventude brasileira dos anos 80. Morto em 1990, aos 32 anos, no auge da carreira, foi alçado a precoce e definitivo mito no imaginário brasileiro. E que pela primeira vez tem sua breve e trepidante trajetória contada nos palcos, através de ‘Cazuza Pro Dia Nascer Feliz, o Musical’, de Aloísio de Abreu, com direção de João Fonseca, que será apresentado dia 07 de junho em Fortaleza, no Siará Hall.
O espetáculo reúne alguns dos maiores clássicos de Cazuza em carreira solo ou no Barão Vermelho, como “Pro Dia Nascer Feliz” e “Codinome Beija Flor”. Canções como ‘Bete Balanço’, ‘Ideologia’, ‘O Tempo não para’, ‘Exagerado’, ‘Brasil’, ‘Preciso dizer que te amo’, ‘Faz parte do meu show’ estão presentes no roteiro, que reserva espaço também para composições de Cazuza que ele nunca chegou a gravar, como ‘Malandragem’, ‘Poema’ e ‘Mais Feliz’. 
O elenco é encabeçado pelo músico e ator Emílio Dantas, de 30 anos, que faz sua segunda incursão em musicais. Osmar Silveira, Fabiano Medeiros, Brenda Nadler, Thiago Machado, Igor Miranda, Bruno Narchi, Diego Montez , Saulo Segreto, Dezo Mota, Oscar Fabião Cazuza e Sheila Matos completam a escalação. Dando vida a nomes como  Lucinha e João Araújo , Ney Matogrosso, Bebel Gilberto, Frejat,Caetano Veloso, Dé Palmeira, entre vários outros personagens que gravitaram no universo de Cazuza.
Para a construção do texto, Aloísio de Abreu partiu das conversas com pessoas próximas a Cazuza e fez uma ampla pesquisa para acriação da estrutura dramática do espetáculo. “Apesar de frequentar os mesmos lugares, eu não conhecia o Cazuza. Entretanto, sempre tive uma profunda identificação com a obra dele, que tem um quê de crônica da nossa época, revelando de forma rasgada comportamentos típicos dos jovens que todos éramos nos anos oitenta”, explica Aloísio.
A montagem dá continuidade à pesquisa desenvolvida por João Fonseca de uma cena musical brasileira mais despojada e teatral. “Este espetáculo é mais um passo do trabalho que comecei com ‘Gota d’água’ e que culminou no ‘Tim Maia’. É uma nova possibilidade de desenvolver e aperfeiçoar uma linguagem muito autoral de musical iniciada há alguns anos”. O diretor conta que os depoimentos de Lucinha Araújo foram fundamentais na estruturação cênica do espetáculo: “A partir das lembranças dela, vamos conhecendo a vida e a obra desse artista e, tal como sua obra, a peça alterna momentos exagerados e de puro rock'n’roll a mais intimistas e delicados”, finaliza.  
A cenografia de Nello Marrese traz elementos fundamentais do universo de Cazuza. “Pensei num cenário poético e limpo. O espaço cênico é formado por seis praticáveis que representam palafitas. O chão, areia. É a representação do Arpoador, um dos lugares preferidos do personagem. O único elemento fixo é uma mesa que se desdobra em diversas representações: bar, o quarto onde ele compunha (sempre usando uma máquina de escrever), hospital, e por aí vai…”. Para o cenógrafo, desta neutralidade cênica partirá o jogo teatral, e completa: “Concebemos três telas onde haverá projeções não realistas que remetem às cenas e canções, brincando com a estética da época. Imaginei um grande clipe, representando de maneira lúdica e simbólica a sucessão de acontecimentos na vida do Cazuza”. 
        Um amplo trabalho de pesquisa também foi essencial para a concepção musical do espetáculo. Os diretores musicais Daniel Rocha e Carlos Bauzys conceituaram a sonoridade em quatro situações: Barão Vermelho não produzido; a gravação do primeiro disco; e depois do sucesso, já consolidados. A banda solo de Cazuza também será reproduzida com fidelidade. “Adaptar a obra dele tornando-a cênica e, ao mesmo tempo empolgante e reconhecível ao público, foi nosso maior desafio. Usamos teclados programados com samplers e sintetizadores usados nas gravações do Barão. Dois guitarristas se revezam também entre violão de nylon, de aço e bandolim; além de um contrabaixo elétrico e uma bateria eletrônica programada com os timbres da década de oitenta”, define Daniel.
Completando a ficha técnica, Paulo Nenem e Daniela Sanches (iluminação), Carol Lobato (figurinos) e Alex Neoral (coreografia). A banda que se apresenta ao vivo é formada por Marcelo Eduardo Farias e EvelyneGarcia(teclados), Bernardo Ramos e Daniel Rocha (guitarras), Raul D’Oliveira (baixo), Rafael Maia (bateria) eHebert Souza (programação).‘Cazuza pro dia nascer feliz, o musical’ é apresentado pelo Ministério da Cultura, com patrocínio da Sulamérica, Sem Parare Mills.
 
Elenco:
Emílio Dantas ou Osmar Silveira (Cazuza)
Atores convidados: Susana Ribeiro (Lucinha Araújo), Marcelo Várzea (João Araújo), André Dias (Ezequiel Neves)
Com: Fabiano Medeiros (Ney Matogrosso), Brenda Nadler (Bebel Gilberto), Thiago Machado (Frejat), Igor Miranda (Maurício Barros), Bruno Narchi (Serginho), Diego Montez  (Guto Goffi), Saulo Segreto, (Dé Palmeira), Dezo Mota (Caetano Veloso), Oscar Fabião (Swing masculino) Cazuza e Sheila Matos (sub Lucinha e Swing feminino).
 
SERVIÇO:
Dia:07 de junho
Hora: 21h30
Local:  Siará Hall
-Ingressos à venda:
Bilheteria do Siará Hall e Quiosque Bilheteria Virtual no Shopping Del Paseo (3º Piso) Site: www.bilheteriavirtual.com
               
 Valores:
-  Platéia Premium: R$ 140,00 Valor único (Cadeiras numeradas)
-  Platéia Pista: R$ 100,00 Inteira e R$ 50,00 Meia (Cadeiras por ordem de chegada)
-  Camarote 1º  Andar: R$ 90,00 Inteira e R$ 45,00 Meia
-  Camarote 2º  Andar: R$ 50,00 Inteira e R$ 25,00 Meia
OBS: + R$2,00 de Taxa ADM por ingresso*

Classificação: 14 anos

'RAZÕES PARA SER BONITA' ESTREIA EM FORTALEZA

Ingrid Guimarães, Gustavo Machado, Marcelo Faria e Júlia Lund
 
 
Com direção de João Fonseca, diretor premiado e conhecido por fazer montagens criativas com uma dinâmica cênica ousada e altamente expressiva, ‘Razões para ser bonita’ chega ao Brasil, com patrocínio da Vivo e da Porto Seguro, depois de uma trajetória de sucesso na Broadway, com prêmios e indicações dos principais prêmios teatrais americanos (Tony Award para melhor peça, ator e atriz em 2009). A estreia no Rio foi em outubro do ano passado,  onde ficou em cartaz por 5 meses. Depois fez uma temporada de 4 meses no Teatro Frei Caneca, em São Paulo,  e agora segue em turnê por várias capitais brasileiras, chegando neste fim de semana a Fortaleza.
 
O texto narra uma história marcante sobre a relação entre quatro amigos que demonstra quanto o padrão de beleza “em voga” pode fazer sofrer e provocar angústias. Steph (Ingrid Guimarães) fica sabendo que seu namorado Greg (Gustavo Machado) comentou com um amigo que acha o rosto dela “apenas comum”. Steph fica transtornada e termina a relação com Greg por não suportar conviver com um homem que não a ache bonita. A partir daí, uma sucessão de discussões e cenas bem humoradas faz com que Greg veja o seu mundo desabar.
 
Enquanto isso, Leo (Marcelo Faria), o melhor amigo de Greg, se divide entre achar o máximo namorar uma mulher linda, Carla (Júlia Lund), e ter um caso com uma menina mais jovem e ainda mais linda. Carla, que é amiga de Steph, enfrenta as dificuldades de ser uma mulher muito bonita. Todos na peça, de alguma forma, estão presos ao modelo que valoriza o poder da beleza e da juventude.
 
A identificação dessa história com o público é imediata, pois retrata a realidade de um mundo onde a aparência física é usada como principal ferramenta para definirmos quem somos e o que pensamos dos outros.
 
Ficha Técnica:
Texto: Neil LaBute
Direção: João Fonseca
Tradução e Adaptação: Susana Garcia
Elenco: Ingrid Guimarães, Marcelo Faria, Gustavo Machado, e Júlia Lund
Iluminação: Daniela Sanchez
Cenário: Fernando Mello da Costa
Figurinos: Antonio Medeiros
Produção musical: Ricardo Leão
Programação Visual: Rene Machado
Fotos Estúdio: Nana Moraes
Preparação vocal: Rose Goncalves
Designer de lutas: Dani Hu
Apresentado por Ministério da Cultura ,Vivo  / Transportadora Oficial Avianca.
 
 
Serviço:
Peça: Razões para ser bonita
Dias: 30 e 31 de maio  às 21h 
Local:  Teatro VIA SUL
 
-Ingressos à venda:       
Bilheteria do teatro e www.ingresso.com.br
 
-Valores: 
R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)
Clientes Porto Seguro:  50% desconto na inteira
Informações: (85) 3261-0665

COMUNICAÇÃO CORPORATIVA E SEUS DESAFIOS

 
Marcos André Borges -controlador da VSM Comunicação 
 
Em pesquisa recente publicada no Anuário Brasileiro da Comunicação 2014, realizada pela empresa Mega Brasil, a Comunicação Corporativa deixou de ser uma seção dentro da estrutura organizacional das empresas e hoje é um setor com vida própria. Em um universo de mais de 600 agências especializadas, que se dispuseram a participar da pesquisa, as receitas quando somadas chegam a um valor entre R$1,7 e R$ 2 bilhões. Mas, estima-se que o número de agências em faturamento do setor, no mínimo, triplique, já que boa parte, inclusive as maiores com capital aberto preferem não participar por impedimentos inerentes à constituição de cada corporação, por questões estratégicas ou por outros motivos.
 
O grande desafio apontado pela pesquisa foi a de que mais da metade (55,1%) das empresas pesquisadas ainda não atingiram 15 anos de idade. Além disso, elas se concentram na região Sudeste e SP com índices dez vezes superiores aos números de agências registradas no segundo Estado colocado, que é o RJ. No Nordeste, estão localizadas apenas 8% das agências de comunicação.
 
No Ceará, a pioneira no setor foi a VSM Comunicação. Empresa que atua no âmbito nacional e mundial, a VSM Comunicação completa este ano 25 anos de mercado e integra a maior rede de comunicação corporativa do País, a S2 Publicom, que é ligada a duas das maiores empresas de RP do mundo: Weber Shandwick que tem atuação nas Américas, Europa, Oriente Médio, África e Ásia, e Golin Harris com atuação nos Estados Unidos, Europa, Oriente Médio e África, integrantes do Grupo Interpublic.
 
A VSM já conquistou vários prêmios nacionais (representando a Unimed Fortaleza) só no Sistema Unimed Brasil, sendo a primeira e única agência do Estado a conquistar o Prêmio Aberje - Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (nas etapas Regional e Nacional), considerado o maior e mais importante prêmio do setor. Foi também a primeira empresa do Estado a ganhar  reconhecimento da Assembleia Legislativa do Ceará e Câmara Municipal de Fortaleza em Sessão Solene realizada no Plenário 13 de Maio na AL, em homenagem aos 20 anos de pioneirismo.A empresa recebeu também o  Prêmio Nacional concedido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), e foi uma das poucas agências a ser citada e ouvida entre as agências que são referência no País em recente caderno especial elaborado pelo Jornal Valor Econômico (SP).
 
E nesta quinta - feira, dia 29 de maio, às 19h,  o diretor geral e controlador da VSM, o pernambucano Marcos André Borges receberá o Título de Cidadão Cearense, em Sessão Solene na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, de autoria do Primeiro Vice Presidente da Assembleia Legislativa, Tin Gomes. O Título de Cidadão Cearense foi proposto pelo Deputado Dr. Sarto Nogueira, líder do Governo na Assembleia.
   
 
Clientes fixos Atuais 
Em sua carteira atual de clientes fixos, estão instituições como: Holding do Grupo Marquise, Ecofor, Marquise Incorporações, Marquise Infraestrutura, Dias de Sousa Construções, Cooperativa da Construção Civil do Ceará (Coopercon), Fujita, Consórcio Shopping Parangaba, Consórcio Novo Náutico, Centro Universitário Estácio, Expar Incorporações, Inni Soluções Empresariais, Mercurius Engenharia, MRV Engenharia, PB Construções, Prefeitura Municipal de Fortaleza, Prefeitura Municipal de São Gonçalo (Complexo Portuário do Pecém), Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Ceará (Sinduscon), TGA Engenharia e Sinalizações, Lógico Construções, Galvani e UCI Cinema.

CLÁSSICOS NA LAGOA INICIA PROGRAMAÇÃO DE 2018

Um olhar sobre a música erudita desde o Renascimento, passando pelo período Barroco, Clássico e Romântico. Este é o novo programa music...