“CABARÉ DA DAMA - UMA FLOR DE DAMA” NO TJA EM JANEIRO




“Cabaré da Dama - Uma Flor de Dama” volta ao Theatro José de Alencar


O ator Silvero Pereira volta a encenar em nova temporada o solo “Dama da Noite”, baseado em texto de Caio Fernando Abreu. A abertura do espetáculo conta com a participação de atores transformistas formando o “Cabaré da Dama”. As apresentações nesse mês serão nos sábados, 16, 23 e 30 de janeiro, às 20 horas, na sala de teatro Nadir Papi Sabóia.

Criação e interpretação solo de Silvero Pereira, a partir do texto Dama da Noite, de Caio Fernando Abreu (1948 - 1996), Uma flor de dama mostra uma noite na vida de um travesti, que experimenta com argúcia e ironia o que é próprio da condição humana: amor, preconceito, morte. Um jovem ator do Ceará no espetáculo que o consagrou no circuito de festivais Brasil afora. Prêmio de Melhor Ator no Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga.


A personagem encarnada com maestria e domínio pelo jovem ator e diretor Silvero Pereira é mostrada dos momentos em que entra no camarim e se prepara para fazer um show até a ida às ruas para prostituir-se, evidenciados em elucubrações na mesa de um bar. Assim, no fim da noite, sentada num bar tomando a última e quente cerveja, falando sobre sua vida, suas escolhas, seus amores, seus desejos, seu ódio, o público acompanha a trajetória da “Dama da Noite”.


A inspiração no conto de Caio Fernando Abreu foi acrescida de uma pesquisa de campo do ator, que esquadrinhou personagens reais de Fortaleza que lhe deram mais substrato, trazendo à tona temas como HIV, política, preconceito e, especialmente, as escolhas que a vida nos oferece (ou das quais nos priva).


Para chegar a este espetáculo o Grupo Parque de Teatro trabalhou numa pesquisa sobre o "teatro fotográfico", que estabelece diálogos intertextuais entre o teatro e o cinema, chamando atenção para a luz, o close, a interpretação realista, a elipse, a fusão, a sonoplastia, como se tratasse de uma trilha para um filme. Um "despudorado" encontro com uma sensibilidade camp, sensibilidade que atrai e repulsa por seu esteticismo, sua particular visão do mundo, por seu "artificialismo": uma estética à margem da "roda" da vida, que vai de "Priscila", o filme, ao encontro de espelho onde estaria escondida sua face. Diante dele/dela, o corpo-cárcere, o corpo prenhe de significados sociais à revelia da sociedade.


SERVIÇO:
Cabaré da Dama – Uma Flor de Dama

Aos sábados, 16, 23 e 30 de janeiro


20h na sala de teatro Nadir Pápi Sabóia (80 lugares por sessão)


Ingressos: R$ 8 e 16.

Censura: 18 anos


Informações: 8767.1578/ silvero_per@hotmail.com

Comentários

Italo Lopes disse…
Olá Helena Demes, estou postanto este comentario por uma correção. O espetaculo "Cabaré da Dama" não sãoàs 20hrs e sim às 19hrs. Esperamos que corrija o erro, Agradeçemos pelo o carinho.

Grato Produção do Espetaculo.

Postagens mais visitadas deste blog

EXTRA FAZ CONTAGEM REGRESSIVA PARA A BLACK FRIDAY COM OFERTAS ANTECIPADAS

FUÁ DA SIL COMEMORA 2 ANOS

FORTALEZA SEDIA PELA PRIMEIRA VEZ 11TH ABCI CONFERENCE