STONE SHINE: O BRILHO DA NOVA COELÇÃO KOKID JEANS


Stone Shine. Pedras brilhantes que remetem ao primitivismo, numa mistura de luxo e sofisticação. Este é o tema da nova coleção da Kokid, assinada pelo estilista Ayres Junior, que será lançada dia 24 de abril, às 19h30min,  durante desfile no Festival da Moda de Fortaleza, no Maraponga Mart Moda.  

A nova coleção da Kokid traduz temas de visão macro para o específico “fast fashion” com alma nordestina, numa mistura de tendências mundiais, criando, assim, uma releitura para a mulher que veste Kokid.  

Na cartela de cores, predomínio do branco e preto, sempre em alta, tons de cinza e acamelados, além de cores das pedras preciosas, tais como o coral, o turquesa, a esmeralda, o rubi, dentre outros.  

Numa linha casual street, a nova coleção da Kokid tem como principais tendências o animal print, os metalizados, o barroco e uma leve pitada de fetiche. Predominam também na coleção os paetês, tecidos planos para alfaiataria, malhas bem leves, moletons e ponto Roma, que se transformam em calças, além de muito jeans wear.


Local das fotos do catálogo da coleção Stone Shine: 

As fotos para o catálogo da coleção Stone Shine da Kokid foram tiradas no Lajedo de Soledade, um dos sítios arqueológicos mais importantes do Brasil, localizado na região Oeste do Rio Grande do Norte, no município de Apodi, a 420 km de Natal e a 76 km de Mossoró, a segunda maior cidade do Estado.

Localizado numa área de um quilômetro quadrado de rocha calcária, do período paleolítico, o Lajedo de Soledade quase foi destruído pelos produtores de cal da região. Mas a intervenção de geólogos da Petrobras e dos próprios moradores do distrito do Lajedo, no início da década de 90, acabou salvando este sítio.

No lajedo, pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte encontraram fósseis de animais pré-histórico, como o bicho-preguiça e

tatus gigantes, mastodontes e tigres-de-dente-de sabre que viviam no Nordeste no período Glacial, além de pinturas rupestres.

O lajedo é constituído por uma área de rocha calcária que sofreu a erosão da água das chuvas, abrindo um mini cânion com cavernas e fendas onde estão gravadas as pinturas rupestres, representando figuras de espécies que seriam araras, papagaios, garças, lagartos e formas geométricas. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EXTRA FAZ CONTAGEM REGRESSIVA PARA A BLACK FRIDAY COM OFERTAS ANTECIPADAS

FUÁ DA SIL COMEMORA 2 ANOS

FORTALEZA SEDIA PELA PRIMEIRA VEZ 11TH ABCI CONFERENCE